Revelando, imortalizando histórias e talentos
11.5.17

 

O ator norte-americano Michael Parks, um dos favoritos dos realizadores Quentin Tarantino, Robert Rodríguez e Kevin Smith, morreu na terça-feira,9, em Los Angeles, aos 77 anos, anunciou hoje a sua agente, sem precisar a causa da morte.

 

 

Numa carreira que se prolongou por cinco décadas, Parks representou em mais de 100 filmes e séries televisivas, incluindo a série de culto do início dos anos 1990 “Twin Peaks”, de David Lynch, que regressa este mês ao pequeno ecrã com a terceira temporada, após um intervalo de 26 anos, com quase todos os mesmos atores.

 

Muitos dos papéis de protagonista dos seus primeiros anos foram em filmes da contracultura dos anos 1960, entre os quais “Wild Seed” e “Braços de Veludo”, juntamente com Ann-Margret. Também interpretou o papel de um jornalista desiludido que conduzia uma mota Harley-Davidson na série de 1969 “Then Came Bronson”.

 

Michael Parks teve um segundo fôlego graças ao interesse de cineastas como Quentin Tarantino, Robert Rodríguez e Kevin Smith, em cujos respetivos filmes “Kill Bill”, “Aberto Até de Madrugada" e “Tusk” encarnou personagens memoráveis. Já nesta década teve ainda papéis em "Argo", filme vencedor do Óscar, e "Django Libertado", de novo aos comandos de Quentin Tarantino. ( Francisco Martins \ Sapo.pt). 

 

link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 22:27  comentar

Maio 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
17
20

25
26

28


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO