Revelando, imortalizando histórias e talentos
3.6.19

A instalação “Affectio” é construída por seis mesas de aço corten com ânforas olfativas feitas em vidro soprado, técnica que a artista abraçou desde 2016 e que continua a desenvolver nos estúdios do Urban Glass, em Nova York. 

Josely Carvalho

 

Cada ânfora recebe o nome do cheiro criado por Josely com o apoio da Givaudan do Brasil e da empresa Ananse. São eles: “Pimenta”, “Lacrimæ”, “Barricada”, “Anoxia”, “Poeira” e “Dama da Noite”. Este último, contudo, ganha uma sala especial no MNBA, na cor tonalidade carmim que, segundo a artista, remete à sensibilidade, à potência e força feminina, entendidas aqui como possível opção de mediação de conflitos. 

 

A mostra é um desdobramento de “Teto de Vidro: Resiliência”, que foi exibida no ano passado no Museu de Arte Contemporânea – MAC USP e concorre, junto de outros cinco projetos, ao The Art and Olfaction Awards 2019, premiação internacional que celebra e premia artistas e perfumistas experimentais e independentes.

 

Serviço 

 

Endereço: Museu Nacional de Belas Artes – Avenida Rio Branco, 199 

– Cinelândia, Rio de Janeiro (RJ)

Exposição ‘A Casa da Porta Verde’

Até 10/9

-----------------------------------

Recife: Pernambuco

 

A exposição Contextos Afro Digitais, cujo mote é mostrar como o afro-brasileiro está inserido e, sobretudo, se expressa, no universo da internet e dos meios digitais. 

 

A mostra apresenta as interações virtuais que permeiam o universo negro dentro da sociedade brasileira e faz parte do ‘Projeto Selos 2019′. 

 

O Projeto Selos tem por objetivo disseminar a missão do MAB, tem como missão institucional preservar, pesquisar, divulgar, valorizar e difundir a memória, os valores históricos, artísticos e culturais, o patrimônio material e imaterial dos afro-descendentes, por meio de estímulo à reflexão e ao pensamento crítico, sobretudo quanto ao tema abolição, contribuindo para o fortalecimento da identidade e cidadania do povo brasileiro.

 

Serviço 

 

Até março de 2020

Endereço: Museu da Abolição – Rua Benfica, 1150 – Recife (PE)

MAIS

 

---------------------------São Paulo

 

A exposição, dividida entre o Museu Lagar Segall e o Itaú Cultural, apresenta na sede do instituto a trajetória profissional e a obra do arquiteto reconhecido pela imprensa da época como “revolucionário de moradias”, apresentando projetos, fotos, conteúdos audiovisuais atuais e da época, artigos, recortes de jornais e material de pesquisa. 

Arquiteto Gregório Warchavchik

 

No local o público pode rever, em fotografias, projetos e desenhos, casas construídas por Warchavchik – hoje desfiguradas ou já inexistentes – e prédios ainda em pé, uns conservados, outros não, que passam despercebidos por quem desconhece a obra do arquiteto. 

 

Depoimentos gravados em audiovisual de outros profissionais da arquitetura, como Aracy Amaral, contextualizam o período e a produção de Warchavchik. Já no Museu Lasar Segall, em outro percurso da mostra, são expostas referências mais intimistas sobre o arquiteto, traçando a conexão das famílias Klabin, Segall e Warchavchik, sua paixão pela fotografia e uma representação de ambiente modernista semelhante àqueles em que eles conviviam.

Serviço

Endereço: Museu Lagar Segall – Rua Berta, 111 – São Paulo (SP)

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 21:40  comentar


Junho 2019
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO