Revelando, imortalizando histórias e talentos
29.10.18

 

Jair Bolsonaro alcança sua meta: é eleito presidente do Brasil e acena ao mercado em pronunciamento dúbio. Conheça alguns dos generais de Bolsonaro. 

Montagem: (Andre Valentim/Marcos Ramos/
Agência o Globo/Wilton Junior/AE/Flickr)

 

Eleito no domingo (28/10), Jair Bolsonaro (PSL\RJ) fez uma forte sinalização ao mercado em seu primeiro pronunciamento depois da vitória confirmada no segundo turno. Em um discurso transmitido pela televisão, o presidente da República (assumirá 1 de janeiro 2019) falou em redução da burocracia, corte de privilégios e desburocratização. Falou também em fazer um governo em que todos cresçam, com emprego, renda e equilíbrio fiscal, interrompendo o ciclo de crescimento da dívida pública e eliminando o déficit das contas públicas. 

 

Paulo Guedes

 

Responsável pela metamorfose do deputado estatista Jair Bolsonaro em um candidato à Presidência adepto do liberalismo econômico, o economista Paulo Guedes, 68 anos. Guedes, Ph.D. pela Universidade de Chicago, berço de economistas ultraliberais, passou a ser chamado por Bolsonaro de “Posto Ipiranga”. 

 

Gustavo Bebianno

Presidente interino do PSL, o advogado carioca Gustavo Bebianno, 54 anos, administra a agenda e os encontros do presidente eleito. Os dois foram apresentados em 2017 pelo engenheiro-agrônomo Carlos Favoreto, dono da consultoria ECP Environmental Solutions, e hoje condenado em segunda instância por corromper agentes do Ibama. 

 

Onyx Lorenzoni

 

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), 64 anos, é o escolhido de Jair Bolsonaro para ser seu braço-direito no Palácio do Planalto, ocupando o Ministério da Casa Civil. Eleito para seu quinto mandato na Câmara dos Deputados, Lorenzoni foi o segundo mais votado no Rio Grande do Sul, com 183.518 votos, seu melhor resultado desde 2002, quando se elegeu pela primeira vez, pelo antigo PFL. 

 

General Hamilton Mourão

 

inanças do Exército em setembro de 2017, quando se tornou conhecido nacionalmente pelo que viria a ser sua marca registrada: incontinência verbal. As declarações desastradas seguiram depois que Mourão, filiado ao nanico PRTB, foi escolhido candidato a vice de Bolsonaro – a quarta opção, depois de três negociações frustradas. 

 

General Augusto Heleno

 

O general de quatro estrelas reformado Augusto Heleno Ribeiro Pereira, 70 anos, é coordenador do programa de governo de Jair Bolsonaro e indicado como possível ministro da Defesa.

 

Em destaques, Gustavo Bebianno, Paulo Guedes, General Heleno e Onyx Lorenzoni. 

 

EDITORIAS:
link da notíciaBy Equipe formasemeios, às 18:41 

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Outubro 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
15
16
18
19

21
23
26
27

28
30


SITES INDICADOS
Buscar
 
blogs SAPO
subscrever feeds